Páginas

16.2.09

não tô sozinha nessa

- É verão!
Quantas vezes já se escutou ou disse isso desde dezembro? Incontáveis!
Pois é, efetivamente é verão e, com o advento das férias, me sobra bastante tempo pra pensar nos mais variados assuntos (em outras palavras, estou completamente ociosa).
Há alguns dias atrás surgiram-me dúvidas super pertinentes como:
  • por que usamos a expressão "onde o judas perdeu as botas" pra dizer que um lugar é longe se, na época de judas não se usavam botas?
  • qual é o problema com o pé do benedito, ou do cabrito, ou ainda o do gato, da frase materna "mas será o pé do Benedito?!"???(isso sem levar em consideração que, desses três, apenas o Benedito - e isso ainda não cientificamente comprovado - tem pé, porque o cabrito e o gato tem patas)
  • onde fica o local onde a conhecidíssima puta pariu? a moça em questão é puta só porque foi dar a luz em algum local distante? ou ela foi pra longe exatamente pelo fato de ser uma mulher de vida fácil e sentir necessidade de sair da loucura existente nas grandes metrópoles?
Ok, dúvidas super compreensíveis em função das expressões serem utilizadas no cotidiano.
Eis que, ontem a noite, o cérebro super ocupado questiona:
- quanto tempo vive uma mosca?

Depois de perguntar e perceber a importância dessa resposta pra minha vida, caio na risada, daquelas de doer a barriga.

Sorte que o horáculo google não costuma falhar e, pelo visto, existe gente mais psicologicamente perturbada que eu, confiram:


* post inspirado diretamente por meus neurônios, com um imenso tempo ocioso, e, também pelo pessoal do Terra, que, pelo visto está no mesmo barco que eu.

2 comentários:

Di disse...

hahahahahahahahahahahaha
baita tempo ocioso heim!

peloamordavacajersey...

quem sabe tu descobre de onde surgiu essa, o que achas?

=P

Fonseolli disse...

Eu constumo dizer: Onde judas perdeu a virgindade... ou invés das botas. Fica mais engraçado, na minha opinião.
Enquanto eu ocupava de minha ociosidade com suas linhas eu cheguei a conclusão que judas perdeu a virgindade lá na puta que pariu. Talvez o próximo filho seja até do judas.

Ae já criaríamos outras expressões:

" Onde judas entrou/encontrou na/a puta que pariu"

"onde judas achou a puta que pariu e esqueceu das botas"

"Puta que pariu! Judas chegou!"

"Lá vão os filhos de judas pra puta que pariu"

e por ae, vai...


Abração, moça!

=D

visite: www.gritare.com